2 de fevereiro de 2014

30º DIA - FIM DA VIAGEM -CONSIDERAÇÕES FINAIS

Em: 02/02/2014 - DOMINGO

VIAGEM AO PERÚ, EQUADOR, COLÔMBIA E VENEZUELA, CONSIDERAÇÕES FINAIS.

Hoje o Claudinho está saindo, de avião, de Manaus com destino a Brasília. Esta viagem encerrou um ciclo por todos os países da América do Sul. Bem, com exceção da Guiana, Guiana Francesa e Suriname. Mas essa parte da América do Sul ficará para 2017, quando será feita na companhia do amigo motociclista Antonio César e sua amada esposa Sueli.

Quero agradecer a todos que, de um modo geral,  acompanharam o blog. Mas quero deixar um abraço muito carinhoso a todos que tiveram o trabalho de postar mensagem no blog ou que me enviaram mensagem transmitindo otimismo e confiança no êxito da viagem. Por que digo isso? Por que o fato de estar na estrada, não significa que a viagem será facilmente concluída. Há muitos percalços, desafios, barreiras e intempéries a serem vencidos. Quando nos deparamos com esses momentos difíceis e nos lembramos das mensagens postadas, é como se estivéssemos recebendo uma carga de estímulos para seguir adiante, sempre!

Essa viagem foi mais trabalhosa que as outras. Levei um tombo da moto (não foi acidente, foi apenas uma queda com a moto quase parada), estradas estavam bloqueadas, roda amassada, pneu furado, problemas com a moto e outros mais. Além desses, tive problema com  o horário de expediente para ingresso com veículo na Venezuela, conforme relatado. Todavia, nada disso tira a emoção, o prazer e a felicidade de estar cruzando a "América do Sul Em Duas Rodas".   Receber as mensagens de otimismo, via blog ou por e-mail, é como injetar combustível na veia para seguir em frente, razão do meu profundo agradecimento.

Esta viagem teve um valor muito especial, pois a visita à Colômbia, passando por Calí, confesso que foi um pouco preocupante, face à imagem difundida de que se trata de um País com alto índice de violência. Logo, qualquer passeio de moto por aquela região seria muito ariscado. Assim, por conta dessa imagem, confesso que tive receio, medo e preocupação com essa parte da viagem. Mas quando comecei a percorrer os primeiros quilômetros das estradas colombianas, percebi que essa violência, na forma relatada pela mídia, poderia ser um mito e que as estradas colombianas poderiam sim, serem percorridas de moto. De fato, atravessei a Colômbia sem qualquer problema. Inclusive, registro que fui parado várias vezes pela Polícia e pelo  Exército Colombiano, mas apenas para exame de documentação, sem qualquer hostilidade por parte daquelas autoridades.  

No Equador, assim como na Venezuela, da mesma forma, fui abordado várias vezes pelas autoridades policiais, mas apenas para exame da documentação do condutor e da moto. Registro o respeito e a cordialidade dessas autoridades para com este motociclista, o que infelizmente, não se pode dizer da Polícia Peruana, que não perdeu a oportunidade de me extorquir. Tudo bem. Deus é Maior.

E por falar em Deus, acredito piamente que Ele esteve presente por toda a minha viagem. Mas quero registrar que em alguns momento percebi a mão Dele me guiando por alguns instante. Ele deve ter pensado..."se eu não der uma ajuda direta, esse cara vai se enrolar"...ou então Ele mandou dois anjos para me proteger, por que só um era. Ele deve ter pensado..."hummm, vou mandar 02 anjos por que só não via dar conta de ajudar esse motociclista". A verdade é que meu caminho estava iluminado, graças a Deus!

Sobre a Venezuela, vale destacar que o preço da gasolina é irrisório, que o exército está presente nas estradas, que o povo é muito gentil e prestativo, que há beleza e leveza em suas estradas.  Vale a pena visitar a Venezuela de moto. Adorei o preço dos bens e serviços, principalmente dos pneus...rsrs.

Com essas considerações, encerra-se mais uma viagem pela América do Sul

Obrigado a todos e até breve.

Claudinho dos Águias do DF Moto Clube
E-mail: clima@cnpq.br , clima.claudiolima@gmail.com



Algumas fotos dos momentos mais difíceis da viagem:

No 2º dia acertei um buraco e amassei a roda.

Desamassando a roda na mareta.
No 5º dia de viagem o pneu, que já havia sido trocado em Rondônia, esvaziou por conta da roda amassada.. 

"Hummmm....tô enrolado... " 
Rodei 22km com pneu vazio, numa velocidade média de 15 a 20 km/h. Gastei mais de 3h para fazer o reparo e me custou R$ 60,00.

Essa foi a equipe que me ajudou a consertar o pneu. 

Pista desmoronada ao fundo. Aquela faixa de terra foi onde houve o desmoronamento.

Aqui houve desmoronamento e a pista ficou  lama pura.  Qualquer vacilo seria uma tragédia.

Haja braço e muito cuidado...

Olha a cratera formada pelo demoronamento.

atravessando um rio com correnteza...

"FORÇA NA PERUCA"...

Tive que parar algumas vezes, pois em alguns momento da vertigem... A travessia se deu com a moto funcionando. Ou seja, eu estava acelerando a moto dentro do rio. Foi super difícil!!!

Graças a Deus!!!

Cheguei do outro lado....!!!



29º DIA - DE BOA VISTA-RORAIMA A MANAUS-AMAZONAS-BRASIL

Em: 01/02/2014- Sábado

Saída de Boa Vista-Roraima se deu às 07h30min.
Chegada em Manaus-Amazonas às 17h
Mais de 09 horas de pilotagem. Choveu durante quase toda o percurso da viagem. Por sorte, a chegada em Manaus se deu com tempo bom. 

Quanto às fotos, até a máquina "deu pau" na estrada. Assim, só há uma foto da estrada. 

ESTATÍSTICA:

KM rodado no dia: 797 KM 
Total acumulado: 12773 KM
Valor gasto com combustível:  R$ 115,00 (Voltei a computar o gasto com gasolina, vez que estou no Brasil).
Total acumulado Combustível: 277 litros + 47,779 galones
Valor gasto acumulado com combustível:  R$ 1.535,00+ U$ 32,38 dólares (Valor total aproximado)+ Pesos Colombianaos + Bolívares (não obtive sucesso no controle do combustível na Colômbia. Na Venezuela o valor é irrisório, não havendo necessidade de qualquer controle.)

Quanto a hospedagem em Manus, tive a honra e o prazer de ser recebido e hospedado na residência do casal Wagner e Kátia. A chegada à residência do casal foi um momento ímpar, pois completava um ciclo da viagem. Uma viagem que gerou muitas incertezas durante seu percurso. Logo, quando a Kátia e o Wagner abriram o portão para eu entrar com a moto, foi meu momento de chegada ao "PORTO SEGURO". Naquele momento encerrava-se mais uma de minhas viagem de moto pela América do Sul.
Por que a viagem encerrou-se em Manaus se o Claudinho mora em Brasília?
Porque suas férias acabaram. São 29 dias de pilotagem de moto pelo Brasil, Perú, Equador, Colômbia e Venezuela. Como o Claudinho tem que trabalhar na segunda-feira, não há mais tempo para ele ficar nas estradas.

Mas e a moto, ficará em Manaus? Por enquanto sim. Ficará aqui em Manaus na residência do adorável casal Kátia e Wagner, com os eternos agradecimentos do Claudinho. O transporte da moto para Brasília será planejado no decorrer da próxima semana.

Fotos :

Registrando a passagem pela estradas do Amazonas


O casal Wagner e Kátia recebendo o Claudinho em sua residência.

Claudinho em um gesto "BEIJANDO O CHÃO" 

Claudinho chegou ao seu "Porto Seguro". Obrigado Senhor! Obrigado Wagner e Kátia!


28º DIA - DE GUASIPATI-VENEZUELA A BOA VISTA-RORAIMA - BRASIL


Em: 31/01/2014 - Sexta-feira

Como foi dito no relato do dia anterior, Claudinho tinha que estar até às 17h na fronteira Brasil / Venezuela.
Para cumprir essa etapa, a saída se deu às 04h50 da madruga. É isso mesmo, às 04h50min. Isto para cumprir a programação do dia.

De fato. Às 12h30min Claudinho já estava na Cidade de Santa Elena do Uairém, última cidade da Venezuela antes de cruzar a fronteira. Como o expediente da Aduana Venezuelana encerraria às 17h, deu tempo, inclusive, de trocar os pneus dianteiro e traseiro da moto. Por que trocar os pneus? Bem, além dos pneus  estarem desgastados, aproveitar o preço Venezuelano. O dianteiro, que no Brasil custa R$ 420,00, aqui o Claudinho comprou por R$ 137,00. O traseiro, que no Brasil custa, aproximadamente, R$ 750,00, aqui pagou R$ 176,00. Vale ou não aproveitar a oportunidade? Claro que sim.

Registro que, ao Chegar em Boa Vista, o motociclista LUIZ CARLOS CARVALHO, pv8kw@hotmail.com, prestou-me uma grande ajuda, conduzindo-me a um hotel de Boa Vista. É uma pessoa muito prestativa que merece nossos agradecimentos. Valeu Luiz Carlos!!!
Por fim, a viagem correu tranqüila.
Li os comentários do blog e adorei! Obrigados a todos que estão acompanhando essa viagem.

ESTATÍSTICA:


Saída de Guasipati às 04h50min.
Chegada na fronteira às 12h30min.
Chegada em Boa Vista às 18h
Mais de 13 horas de pilotagem – incluindo o tempo para troca dos pneus em Santa Elena do Uairém-Venezuela.

KM rodado no dia: 670 KM
Total acumulado: 11.980 KM
Valor gasto com combustível:  R$ 37,00 (Voltei a computar o gasto com gasolina, vez que estou no Brasil).
Total acumulado Combustível: 244 + xxx galones
Valor gasto no dia com combustível: R$ 37,00 
Valor gasto acumulado com combustível: : R$ 1.457,00+ U$ 33,38 dólares (Valor total aproximado)  + $ 268 pesos colombianos (aproximadamente)
Diária  R$ 150,00.- Hotel Euzébio’s – Rua Cecília Brasil – 1517 – Centro – Boa Vista – fone: 95 – 212.0300

Vejamos as fotos do dia:

Vai uma música aí.....?

Olha a foto de baixa.... é uma fila para abastecer nessa cidade LAS CLARITAS...

Fila para abastecimento das motos...

Fila para abastecimento dos carros....

Embora não se possa ver, tem uma rocha muito bonita escondida atrás dessa vegetação...

Esse cenário está belíssimo...


Tente ver lá no fundo... 

Cachoeira JASPE na Gran Sabana..



Essa foto é para a Cicinha, cujo irmão é Consul em Santa Elena de Uairém


Trocando o pneu dianteiro. Sabe quanto custou...? R$ 123,00 e no Brasil? R$ 450,00

Troca do pneu traseiro. Quanto custou? Se fosse no Brasil...R$ 750,00. Lá R$ 158,00


Registrando o KM geral ao passar pela fronteira....

Total de KM rodado até o momento....11.772

Esse é o Luis Carlos, o mais alto, com o Mário. E cadê o Claudinho? Ficou fora do esquadro...kkkk



31 de janeiro de 2014

27º DIA - DE ANACO A GUASIPATI - VENEZUELA


Em: 30/01/2014 - Quinta-feira

Como sempre, leio as postagens do dia e fico muito feliz com as mensagens recebidas. Obrigado a todos!


Estou numa corrida contra o tempo. Tenho que estar na fronteira Venezuela/Brasil até às 16 de sexta-feira para dar saída da moto. Do contrário, somente na segunda-feira, vez que não há expediente na Aduana Venezuelana aos sábados e domingos.
Pensando nisso, programei a saída às 06h da manhã de hoje. Mas o PIÃO, haaaa pião! Lembram dele? Na cidade em que troquei a corrente não havia o pião. Resumindo: o pião teve que ser trocado em ANACO. Mas Deus é Pai. A moto deu pane no lugar certo e na hora certa. Não tenho do que reclamar.
Deus colocou mais um anjo da guarda em meu caminho. Este se chama JUAN MENDEZ, da “TODO MOTO ANACO C.A.( Final Av. Miranda Sector Vista Alegre – Tel.: (0282) 4226351 – (0414) 0840265 – ANACO  - ESTADO ANZOÁTEGUI – VENEZUELA. E-MAIL: juanantonio.mendezsantos@gmail.com
Ontem, eu havia parado na loja do Juan para comprar um pneu. Mas como o cartão não passou, agradeci e fui para o hotel. Pois bem, hoje pela manhã a moto deu pau justamente próximo à loja do Juan. Resumindo: eu precisa de um pião, uma coroa e uma corrente, pois a nova se partiu. Na loja do JUAN não tinha as peças. Mas ele se mobilizou, usou sua estrutura e conseguiu solucionar o problema, porém não tão fácil como estou relatando. Mas em apertada síntese, ele usou a moto da empresa, funcionários dele, telefone celular e ainda fez câmbio para gerar recursos para a compra da peças.  Detalhe: o funcionário dele foi quem trocou o pião e corrente, sem cobrar  nada por isso. Espero um dia poder retribuir todo esse  carinho e atenção recebida do JUAN. Ficam registrados nossos eternos agradecimento ao JUAN E SUA EQUIPE. Que Deus sempre o ilumine o JUAN e sua equipe!
Depois disso, às 13 horas a viagem foi retomada e tudo voltou à sua normalidade. Graças a Deus!
Por que contar tudo isso? É para que as pessoas saibam que nem tudo são flores. É o preço que se paga pelo desafio em busca de novos conhecimentos. É o preço que se paga para romper fronteiras e quebrar mitos, como por exemplo, de que a Colômbia é um País perigoso e que deve ser evitado. Isso é mito. A violência que existe na Colômbia, existe na Colômbia, existe em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília etc. O que se precisa, para evitar ser  vítima da violência é tomar muito cuidado por onde se passa. Tem que seguir o lema dos escoteiros: “SEMPRE ALERTA”.

ESTATÍSTICA:


Saída de Anaco às 13h
Chegada em Guasepati às 18h.
05 de pilotagem – estrada muito boa. Tranquila de se pilotar.

KM rodado no dia: 451 KM
Total acumulado: 11.310 KM
Combustível:  Valor irrisório. Perda de tempo fazer controle. O litro custa $ 0,07 centavos de Bolívares. Para se ter uma idéia, para coloquei mais de 15 litros de gasolina em uma das abastecidas. Valo: 1,90 (um Bolívar e noventa centavos) . Dei $ 5,00 e nem peguei o troco.
Consumo médio xxx km/g = xxx km/l
Total acumulado Combustível: 232,1 litros + xxx galones
Valor gasto no dia com combustível: $ xxx 
Valor gasto acumulado com combustível: : R$ 1.420,00+ U$ 33,38 dólares (Valor total aproximado)  + $ 268 pesos colombianos (aproximadamente)
Diária  $ 400 (Bolívares) – Hotel Turístico El Mery de Oro  – GUASEPATI – Venezuela.


Vejamos as fotos do dia ( com mecânico ...rsrs) :


Esse rapaz de amarelo é um "cerebro" em mecânica de moto. Ele é atendente da loja do JUAN, ( que está ao meu lado direito), pois não gosta de ofício de mecânico. O JUAN pediu e ele fez o serviço da troca do pião e da corrente. Mais uma vez, registro meu agradecimento a todos!!!

De volta à estrada....


Essa ponte é cartão postal da Venezuela...


É uma ponte longa e bonita. Mas confesso que não vi o nome que lhe deram....

Registrando o caminho percorrido....


Em várias cidades, esse é um dos tipos de transporte....




Chegando ao hotel da vez.... que maravilha!!!


Nota: Amanhã tenho que chegar à fronteira antes das 17h, horário em que se encerra o expediente do lado Venezuelano. Do contrário, só na segunda-feira.




29 de janeiro de 2014

26º DIA - DE CARACAS A ANACO - VENEZUELA.


Em: 29/01/2014 - Quarta-feira

Pessoas, para começar o blog de hoje, tenho que confessar que já previa as brincadeiras com as fotos do mecânico...rsrs. Pois é, quando li os comentários, minha intuição se confirmou....kkkkk.
É fato, a NAVE está ficando cansada. Espero não tirar mais fotos de mecânicos...rsrs.

Hoje o dia teve a seguinte programação: Passeio curtíssimo em Caracas ( das 08 às 11h), uma cidade que tem trânsito muito pesado no centro e com vários pontos de lentidão.
Às 11h contratei um táxi para auxiliar na complicada saída de Caracas, pois o trânsito do centro da cidade se compara a São Paulo. Logo, sair sem conhecer as rotas, não dominar o espanhol e estar sem GPS, seria perda de tempo. Assim, com o serviço do táxi essa questão se resolveu de forma tranqüila. Valor dos serviços: $ 170 Bolívares.
Fato curioso é que ninguém recomendou pegar um moto táxi, vez que consideram perigoso. Diz a lenda que eles podem praticar um assalto no decorrer do caminho. Pelo sim pelo não, usei o serviço de táxi.
Até o momento, não tive problemas com a polícia Venezuela. Fui parado umas 05 vezes, mas para verificação da documentação. O exército é em quem está nas ruas. Todas as paradas para exame de documentação foi realizada pelo exército, mas sem qualquer hostilidade. Até pelo contrário, “Brasil”! Que Bueno!!! Depois de examinada a documentação, os soldados  faziam quase que uma entrevista sobre a viagem, mas em clima de pura simpatia.
Não há pagamento de pedágio para motos, até o momento.
Parei mais cedo hoje, assim dá tempo de atualizar o blog, inclusive trocar o pneu dianteiro da moto. Mas o cartão de erro de chave. Como a troca seria apenas para aproveitar o preço $ 3.000 Bolívares, não qualquer prejuízo.
ESTATÍSTICA:


Saída de Caracas às 11h
Chegada em Anaco às 17h.
06 horas de pilotagem (Só para sair do centro da cidade levou 01 hora)

KM rodado no dia: 396 KM
Total acumulado: 10.858 KM
Combustível:  Valor irrisório. Perda de tempo fazer controle. O litro custa $ 0,07 centavos de Bolívares.
Consumo médio xxx km/g = xxx km/l
Total acumulado Combustível: 232,1 litros + xxx galones
Valor gasto no dia com combustível: $ xxx 
Valor gasto acumulado com combustível: : R$ 1.420,00+ U$ 33,38 dólares (Valor total aproximado)  + $ 268 pesos colombianos (aproximadamente)
Diária  $ 450 (Bolívares) – Hotel Muñiz – Av. Bolívar nº 143 – Tel.: (0282) 4243135 – Anaco – Venezuela – E-mail: operadoracantabrico@hotmail.com


Vejamos as fotos do dia (sem mecânico):


Ruas de Caracas - centro da cidade....

Ainda no centro...

Mais uma....

O painel ao fundo...Chavez VIVE....


Uma foto panorâmica da praça...


Esse pessoal se preparou para fazer minha escolta, mas agradeci a gentileza...


Esse pessoal também gosta de moto...

Conhecendo brasileiro em Caracas. Esse é o Ricardo, de São Paulo, que vive em Caracas a mais de 15 anos.
Mais uma informação: Na Venezuela o valor do IPVA é irrisório. Algo em torno de U$ 50,00, de acordo com informações do Ricardo - SP 


Registro da estrada Venezuelana....

Mais um registro....

Esse é das antigas e deve beber muito.... mas gasolina não é problema...


Tô chegando em Barcelona....rsrs

Registro do caminho percorrido....

Chegando em ANACO - VENEZUELA